Videogame faz bem ou mal à saúde? Confira 7 maneiras de pensar e agir que os videogames nos ensinam

ebook mesadaJogar videogame faz bem ou mal à saúde? A resposta é: DEPENDE de como você encara!

Se você joga videogames para fugir do mundo real, então o jogo vai te fazer mal, assim como qualquer outro vício (álcool, drogas, etc.).

Se você joga com algum propósito em mente, tendo clareza dos benefícios, por no máximo 21 horas por semana, então o jogo provavelmente vai te fazer muito bem!

Esta e várias outras descobertas eu encontrei no livro Superbetter, de Jane Mcgonigal. Existe um vídeo bem legal dela no YouTube que explica a filosofia por trás do trabalho (“O jogo que pode lhe dar 10 anos a mais de vida”). Clique na imagem abaixo para ver o vídeo (tem opção de legendas em Português):

Que eu saiba o livro ainda não tem tradução para o português, mas vou deixar aqui os principais ensinamentos que aprendi, que valem tanto para a sua vida pessoal quanto para os negócios também.

superbetter livro
O livro Superbetter, de Jane Mcgonigal

7 maneiras de pensar e agir que os videogames nos ensinam

O legal do livro é que o método pode ser usado tanto por pessoas com sérios problemas (depressão, doenças crônicas, etc.) quanto por pessoas que querem simplesmente conquistar algo a mais em suas vidas.

 

1. Desafie você mesmo

Os videogames nos desafiam o tempo todo. Nós queremos “passar de fase” ou “mudar de nível”. Tem que errar muito para evoluir. Devemos enfrentar os desafios!

Existem 2 maneiras de responder a uma situação: vamos chamá-las de mente corajosa e mente medrosa. Uma mente medrosa vai dizer “você não consegue!” e vai aumentar a sua ansiedade e causar depressão, detonando a sua saúde. Uma mente corajosa vai dizer “eu consigo!” e vai aumentar suas chances de alcançar seus objetivos e te fazer mais feliz. Escolha ficar com a mente corajosa!

Desafio
Desafio

Algumas técnicas para lidar melhor com isso:

  • Quando estiver um pouco ansioso e preocupado demais, diga bem alto para você mesmo ouvir: “Estou animado! Estou animado!”
  • Acostume-se a perguntar a você mesmo: “Qual a melhor coisa que pode me acontecer?”

2. Procure e ative os energéticos (vidas extras)

Nos videogames é comum o seu personagem ter uma vida. Aquela famosa barrinha que se esvaziar você morre. Normalmente existem as pílulas que fazem você aumentar a sua vida ou até conseguir vidas extras (novas chances sem acontecer o final do jogo (game over)).

Energéticos
Energéticos

Na vida real devemos aplicar o mesmo conceito. Sempre que estiver com pouca vida (desanimados, cansados, estressados) devemos procurar nossos energéticos, ou seja, coisas e ações que farão você se sentir mais feliz, saudável e forte.

Esses energéticos fortalecem o nosso nervo vago, que é um nervo que liga o cérebro a vários orgãos do corpo, incluindo o intestino, rins, fígado, esôfago, estômago e o coração (por isso sentimos aquele frio na barriga quando estamos preocupados com alguma coisa).

Nervo Vago (em amarelo)
Nervo Vago (em amarelo)

As pesquisas científicas apontam que quem tem o nervo vago mais forte lida melhor com as emoções, ou seja, é uma medida fisiológica de como nosso corpo reage ao stress.

Alguns exemplos de energéticos simples mais usados:

  • Beber um copo d’água
  • Cantar a sua música favorita bem alto
  • Elogiar ou passar uma mensagem positiva para outra pessoa
  • Doar 10 minutos do seu tempo para ajudar alguém
  • Pensar nos seus sonhos
  • Tomar um banho de sol durante 5 minutos
  • Dançar
  • Ver a foto de um bebê ou animal sorrindo
  • Ver no YouTube um vídeo de alguma paisagem deslumbrante
  • Beber Iogurte ou Yakult (melhora a comunicação do intestino com o nervo vago)
  • Dar um abraço em você mesmo
  • Pequenos cuidados com a sua beleza física (fazer a barba, cortar o cabelo, etc.)
  • Detox digital (ficar um tempo sem ver ou mexer no celular, computador e TV)

3. Lute contra os inimigos

Todo videogame tem os seus vilões (inimigos) que você deve combater. Na vida é a mesma coisa, temos vários MEDOS que temos que lutar contra. Medo de falar em público, medo de não ser amado, medo de não ter dinheiro, medo de morrer, medo de ser criticado, medo de insetos, enfim, a lista é interminável e varia de pessoa para pessoa.

Inimigos
Inimigos

Existem 5 estratégias para combater os nossos inimigos, você pode usá-las no seu dia-a-dia.

  1. Evitar: o que você pode fazer para evitar que este inimigo apareça?
  2. Resistir: o que você pode fazer para diminuir o impacto do inimigo, uma vez que ele apareça?
  3. Adaptar: que solução alternativa você pode aplicar para resolver o problema?
  4. Desafiar: o que você pode fazer para provar que este inimigo não é tão forte quanto parece? Questione se é realmente verdade. Use perguntas do tipo “E se”?
  5. Converter: o que você pode fazer para transformar este inimigo em energético? Algo como “faça do limão uma limonada”.

4. Complete desafios diários

Todo videogame é feito de pequenas fases ou missões que te levam a evoluir cada vez que você joga. A ideia aqui é usar esta mesma estratégia na sua vida, transformando uma meta grande e difícil em pequenos passos na direção certa.

Desafios
Desafios

Por exemplo, se a sua grande meta (ou vitória épica, como veremos adiante) é correr 10km mas você ainda está sedentário, comece dando 1 volta no quarteirão. Vá aumentando gradualmente até atingir seus objetivos maiores.

Crie o hábito de todo dia fazer algo simples que te leva aos seus maiores objetivos. Quer começar a malhar mas tem uma preguiça enorme? Coloque uma meta de visitar 1 academia por dia nos próximos 3 dias.

Quer escrever 1 livro mas é muito demorado? Escreva o título ou escreve 1 página por dia.

Para estabelecer as metas, use o conceito interessante de meta SMART, onde:

S – ESpecífico (em inglês: specific)- sua meta deve ser o mais clara e específica possível. Nada vago como “quero ficar rico” ou “quero perder peso”. Detalhe o máximo que puder.

M – Mensurável – sua meta deve ser possível de medir o progresso para saber se foi alcançada

A – Alcançável – a meta não deve ser impossível nem fácil demais

R – Relevante – a meta deve fazer sentido para você, deve estar alinhada com os seus valores

T – Temporal – a meta deve ter uma data limite para ser alcançada

5. Recrute aliados

Um aliado é qualquer pessoa que vai te ajudar na sua caminhada. A ideia aqui é que você tenha companhia, alguém que saiba quais são seus desafios e que possa te ajudar.

Aliados
Aliados

Eu gosto muito desta frase (não sei quem é o autor): “se você quer ir rápido, vá sozinho. Se quer ir longe, vá acompanhado!“. E os aliados vão te acompanhar e ajudar você a ir mais longe.

E como faço para recrutar aliados? Pense primeiro nas pessoas mais próximas (amigos e familiares). Em vez de pedir a ajuda delas, pergunte se ela quer jogar um jogo junto com você. As pessoas adoram jogos! Explique rapidamente qual o desafio que você quer superar e como funciona o jogo. Existe um aplicativo para celular que ajuda no trabalho.

Se você for muito tímido, você pode recrutar aliados online, em fóruns e grupos de discussão específicos na Internet.

6. Adote uma identidade secreta que valorize seus talentos

Todo super herói tem uma identidade secreta (ex: Batman/Bruce Wayne). A ideia aqui é você criar um apelido para você que destaque os seus pontos fortes (ex: Rodrigo, o Exterminador de Problemas!). Aprenda a identificar quais são seus pontos fortes e procure atividades e negócios que estejam aliados ao que você sabe fazer de melhor.

Identidade secreta
Identidade secreta

Existe um teste muito legal na Internet que te ajuda a descobrir quais são seus pontos fortes. O nome do teste é VIA Strengths Character Test. São 120 perguntas que você responde rapidamente em 10-15 minutos e ao final o teste gera um relatório com os seus pontos fortes. O teste tem tradução para o Português.

CLIQUE AQUI PARA FAZER O TESTE

Outra técnica bem interessante para resolver problemas é a técnica de auto distanciamento, que consiste em pensar em você como sendo outra pessoa. Você já viu alguns astros do esporte (ex: Pelé, Lebron James) falando na 3ª pessoa? Eu nunca entendi isso, mas descobri que eles usam muito esta técnica. Experimente, vai te ajudar a “ver os problemas de fora”! É impressionante! Pergunte: o que o [sua Identidade Secreta] faria neste caso?

7. Conquiste vitórias épicas

As vitórias épicas são o “passar de fase” ou “mudar de nível”. São o fim de tudo! Tem que ser algo que te dê um “frio na barriga” e faça você se perguntar: será que eu consigo?

Vitórias épicas
Vitórias épicas

Existem 3 tipos de vitórias épicas:

  1. Mensurável: Algo que possa ser medido com um número. Ex: quero perder 5Kg, quero ganhar R$ 10.000, quero correr 10km.
  2. Momento inesquecível: momentos marcantes que demonstram o seu compromisso e o seu crescimento em direção aos seus objetivos. Ex: lançamento de um blog, vestir uma roupa de tamanho menor que está guardada há muito tempo no seu armário, etc.
  3. Vitórias alternativas: se você está com dificuldade nos 2 tipos acima, pense em atividades que não têm nada a ver com seus objetivos principais, mas que podem tornar você mais forte. Ex: aprender uma nova habilidade, organizar algum ambiente.

Se você não consegue pensar em nada, comece por algo relacionado à atividade física. É uma das formas mais fáceis de conquistar confiança e crescer como pessoa.

Lembre de sempre comemorar suas vitórias com seus aliados!

Outras dicas interessantes

Separei aqui algumas dicas interessantes que aprendi no livro. Não vou entrar em detalhes sobre a teoria científica por trás disso, se você quiser saber os detalhes científicos leia o livro. Experimente!

  • Está ansioso? Não tente relaxar! Isso mesmo! Em vez de tentar relaxar mude o foco da sua atenção. Experimente jogar 5min de um videogame, ou andar pela rua observando atentamente a paisagem. Isso vai mudar o foco da atenção do seu cérebro e por consequência relaxar a sua mente. É engraçado que usamos muito essa técnica com as crianças. Por vezes nossos filhos estão fazendo pirraça e tentamos acalmá-los diretamente, dizendo “Pare com isso meu filho, não precisa chorar!”, mas muitas vezes isso não funciona. Quando mudamos o foco da atenção deles (ex: “Olha o passarinho lá no céu!”) a criança pára imediatamente de chorar.
  • Pensar com a palma das mãos viradas para cima durante 15 segundos estimula a criatividade
  • A melhor forma de agradecer alguém: em vez de simplesmente dizer “Obrigado” use o Super Obrigado, que consiste em 3 partes: 1) Encontre o benefício; 2) Reconheça o esforço; 3) Valorize o talento. Ex: Quero te agradecer por ler este artigo. Você está me ajudando a compartilhar este experiência com mais pessoas. Sei que não é fácil hoje em dia perder 5 minutos do seu tempo lendo, com tantos estímulos e tecnologias. Isso demonstra que você é focado e busca sempre crescer como pessoa. Muito obrigado!
  • Coma pelo menos 1 alimento energético em cada refeição. Você percebe facilmente quando algum alimento te deixa mais disposto. Exemplos: água, batata doce, omelete, pipoca, banana, chocolate amargo, quinoa, morango, castanhas, manteiga de amendoim, chá verde
  • Carregue com você um amuleto da sorte. Pode ser uma moeda, uma pedra ou um cordão.
  • Cante com frequência a sua música favorita.
  • Ajude os outros! Quando você ajuda alguém você esquece dos seus problemas!
  • Experimente diversas maneiras de fazer a mesma coisa (estimula a sua criatividade). Ex: escove os dentes com a mão trocada, pegue um caminho diferente para ir ao trabalho, tente um novo visual, etc.
  • Experimente dirigir devagar e com o rádio desligado
  • Sente mais alto que o normal
  • Use a respiração poderosa (power breath) para se acalmar. Inspire por 4 segundos e então expire por 8 segundos, repetidas vezes. Isso aumenta a variação do seu batimento cardíaco, o que relaxa e é muito bom no longo prazo.
  • Quer se conectar com alguém? Faça atividades sincronizadas junto com ela. Ex: caminhe ao lado da sua esposa, jogue um jogo com ela, imite a expressão corporal dela (técnica do espelhamento).
  • Em vez de perguntar a alguém “Como vai? Tudo bem?” pergunte “Numa escala de 1 a 10, como está o seu dia hoje?”. Se a resposta for menor que 10 (ex: 7), pergunte: “O que posso fazer para aumentar a nota para 8?”.
  • Evite jogar jogos online de competição sozinho. Procure jogar um grupo. Isso o tornará menos egoísta.

Conclusão

Se ainda não baixou, clique na imagem para efetuar o download do ebook Como dar mesada para o seu filho.

Videogame faz bem ou mal à saúde - ebook mesada

Veja também o infográfico que fizemos especialmente explicar um pouco mais sobre o método dos 4 potinhos.

Gostei bastante do livro! Diferente do padrão, com muitas dicas práticas e orientado a resultados. Mesmo se você não gosta de videogames vai aprender bastante.

E você, já leu este livro? Qual a sua opinião? Alguma dica específica te ajudou no seu dia-a-dia?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *