Dinheiro: achado não é roubado, quem perdeu foi relaxado?

Fala galera, tudo bem! Hoje eu queria fazer uma pergunta sobre dinheiro para você:

Se você achar uma nota de R$ 50,00 na rua, você pega ou deixa lá aonde achou?

É uma questão no mínimo polêmica. A gente escuta opiniões diversas. E aí, você pega a nota ou deixa ela lá quietinha?

Quando eu era moleque, e brincava na rua, escutava aquelas frases, coisa de criança que a gente cresce ouvindo: “achado não é roubado, quem perdeu foi relaxado”.

Meus pais sempre me ensinaram diferente: o que você acha não é seu. Então é melhor  deixar aonde encontrou que provavelmente a pessoa vai voltar para buscar.

Mas em relação a dinheiro não é bem assim. Por exemplo, se você está brincando no parquinho e encontra um carrinho perdido, é mais fácil. Às vezes o próprio brinquedo está com um nome escrito. Às vezes uma pessoa que está por perto conhece o dono. Mas com dinheiro é um pouco mais complicado!

Esses dias eu estava buscando meu filho na escola. E você sabe, no horário de saída o fluxo de gente é muito grande. E achamos uma nota de R$ 10,00 no chão. O que você faria nessa situação? Você iria ignorar ou você falaria para seu filho pegar a nota no chão.

A maneira como você age sozinho vai determinar como você age juntamente ao seu filho. E nessa situação específica, no caso de encontrar o dinheiro em local público de grande circulação, eu pego o dinheiro na hora.

Se eu estou em um local público com uma circulação grande de pessoas e eu vir uma moeda ou um dinheiro no chão, eu não só pego o dinheiro, como eu pego e agradeço a Deus. Mas, sempre que possível, eu destino uma parte desse dinheiro para a ajudar ou doar a quem esteja precisando.

Lembrando que essa é minha maneira pessoal de ver essa questão. É uma opinião que estou compartilhando com vocês, amigos e amigas do Graninha Kids. De novo, a gente sempre fala isso aqui, nós não somos donos da razão, e cada um tem a sua sua ética e seu modo de ver as coisas.

Mas foi exatamente isso que eu fiz com meu filho Victor, também estava junto a prima dele. Os dois pegaram dinheiro. Então eu pedi para eles esperarem um pouco, para ver se de repente apareceria alguém procurando alguma coisa no chão. Esperamos uns minutos, não apareceu ninguém como se tivesse perdido algo. Dessa forma, nós pegamos o dinheiro e agradecemos.

Dinheiro encontrado, dinheiro partilhado

Mais tarde, no mesmo dia, quando eu fui dar mesada para o meu filho, eu sugeri ao Victor que fizéssemos uma doação com uma parte do dinheiro encontrado.

Por coincidência havia duas senhoras carentes que estavam precisando de doações, porque a casa delas, na verdade um barraco, tinha praticamente desmoronado em função da chuva. Então, a gente juntou um pouco da graninha que já tinha acumulada no Potinho da Doação dos meus dois filhos, mais parte da minha Conta da Doação para dar uma ajuda financeira para essas senhoras.

Se ainda não sabe o que é o Potinho da Doação, então clique na imagem para efetuar o download do ebook Como dar mesada para o seu filho.

ebook mesada

 

O Victor ainda retirou cinco daqueles dez reais que havíamos encontrado e acrescentou a essa “vaquinha” para ajudar as senhoras.

Então, a minha opinião é se você está em um local público e achar algum dinheiro, faça como nós fizemos no exemplo acima:

  1. Pegar o dinheiro;
  2. Agradecer – para fortalecer o seu imã em relação ao dinheiro;
  3. Com parte do valor encontrado fazer uma doação a quem esteja precisando. Você estará colocando em prática a lei da doação (veja as Sete Leis espirituais  do sucesso para os pais).

É isso que eu queria compartilhar com vocês hoje.

E você, o que faz quando acha dinheiro? Compartilha com a gente nos comentários.

Grande abraço e a gente se fala em breve.

Rodrigo Tomasi.

2 Comentários

    1. Rodrigo Tomasi

      Obrigado! Que bom que gostou! Ajude a gente a divulgar esta causa! Abraços!

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *